MENU MENU

SEARCH

Coworking, quando a economia colaborativa muda a maneira como trabalhamos

Saímos de casa, pegamos nosso carro, um ou mais ônibus e metrô enfrentamos mais de 1h de trânsito e chegamos no escritório as 8h e saímos as 18h ou mais depois de um dia improdutivo de trabalho. Você reconhece essa cena?

Esse tipo de situação está sendo alterado pelos novos modelos baseados em economia colaborativa. Cada vez mais empresas grandes e pequenas estão descobrindo que a produtividade de seus colaboradores aumenta quando ele trabalha de casa ou não precisa ir até o escritório.

O Jason Fried, fundador da 37Signals que criou aplicações como o Basecamp tem uma teoria boa sobre o porque somos tão improdutivos nos escritórios.

Pensando nisso, surgem cada vez mais espaços dentro das zonas e bairros residenciais de grandes cidades dedicados ao trabalho, mas de maneira compartilhada. Empresas, profissionais autônomos, artistas e empreendedores dividem uma infraestrutura de escritório com tudo que é necessário e ficam dentro do mesmo espaço físico, criando um ambiente de trabalho criativo e produtivo.

Os espaços de coworking são as casas de muitas start-ups que se baseiam em novos modelos de negócio da economia colaborativa, eles incorporam o princípio do compartilhamento e da utilização mais inteligente de recursos, permitindo que empresas menores que não tem um grande capital tenham acesso a uma infraestrutura paga como serviço e para que outros profissionais tenham um local de trabalho profissional próximo de suas casas.

Idéias como coworking incentivam a produção descentralizada e também incentivam a colaboração entre diferentes profissionais e empreendedores em espaços compartilhados onde a inovação tem mais potencial de acontecer.

Foto: Impact hub sob a licença Creative Commons 2.0

Você pode gostar também de:

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0